quarta-feira, 4 de janeiro de 2006

Razões para não vender Simão


Simão é a alma do Benfica nos últimos anos. Agora fala-se em vendê-lo e muita gente concorda. Essa aceitação é uma pura mostra de falta de conhecimento.... ou falta de benfiquismo.
As razões para Simão não sair são várias:

> Simão foi comprado ao Barcelona por 15 Milhões de Euros... Vênde-lo agora por 18M é um erro crasso. Não me digam que enquanto Simão esteve no Benfica não fez o suficiente para valorizar o valor do seu passe mais do que 3 míseros milhões de euros.

> Simão é o único jogador do campeonato português em votação para a UEFA Team of The Year de 2005, o que só por si é um factor de orgulho e honra para todos os benfiquistas.

> Simão deu ao Benfica golos que valeram pontos... muitos pontos... pontos que valeram o campeonato, um campeonato que nos fugia há 11 anos. Muito tempo para aquilo a que estavamos habituados. Simão tornou-se a cara do Benfica. Simão tornou-se nosso capitão.

> Numa revista conceituada do mundo do desporto em Portugal li isto: "A quebra do longo jejum do Benfica no que toca a títulos de campeão nacional não teve um rosto proeminente, mas sim uma equipa aguerrida que lutava à imagem do seu treinador. No entanto, o capitão Simão pode ser visto como a pedra mais influente, apesar das dificuldades físicas sentidas devido a uma hérnia inguinal. Sofreu até ao fim em prol da equipa e tornou-se a bandeira de um colectivo que não encantou, mas ganhou."..."A classe futebolística aliou-se ao espírito de sacrifício para ajudar a dar ao Benfica um triunfo festejado na Liga. Muito do mérito pelo témino do jejum de 10 anos passou pelo seu talento, pelos seus golos e pela sua presença em jogos que noutras cicunstâncias talvez não tivesse jogado".

> Simão ainda tem o Mundial de 2006, onde tem oportunidade de jogar e mostrar o seu valor, valorizando ainda mais o seu passe e podendo sair por um preço, aí sim, bom e convincente para o Benfica.

> Para além disso, o Benfica está numa fase importante da LC, na qual a presença de Simão é, sem dúvida, importante para nos ajudar a ir mais longe e ele, mais do que qualquer outro jogador, merece ter a oportunidade de estar presente na fase avançada da prova que ajudou a tornar-se uma realidade.

> Simão resistiu a críticas, a lesões, a calúnias e continuou a dar-nos um sorriso quase todos os fins de semana com mais um golo, mais uma assistência brilhante, mais uma grande execução de um livre ou mais uma mostra de afecto pelo clube que o recebeu numa fase difícil da sua carreira.

Com a contratação de Robert a saída do "capitão" começa a ficar mais eminente, mas mesmo assim espero que ainda haja força e coragem de segurá-lo nem que seja até ao final da época... e depois se verá. Nenhuma contratação substitui Simão, porque Simão só há um... O Insubstituível!

Saudações benfiquistas!!

Sem comentários: