terça-feira, 28 de março de 2006

Tudo em aberto...


O Benfica recebeu o poderoso Barcelona esta noite para disputar a primeira mão dos Quartos-de-Final da Liga dos Campeões. Os adversários eram temíveis, têm jogadores como Deco, Eto'o, Larsson, Van Bommel e também o melhor jogador do mundo, Ronaldinho!!! Eles entraram para ganhar, mas foi Moretto que ofereceu o perigo ao adversário agarrando com a mão um atraso de Anderson, concedendo livre indirecto dentro da área. Redimiu-se fazendo duas excelentes defesas a remates de Ronaldinho. Mais tarde novo erro do guarda-redes brasileiro, chutando mal na bola e entregando a mesma ao adversário (Van Bommel), que por pouco, não inaugura o marcador. Depois o erro é da defesa, os dois centrais vão para o mesmo lado abrindo uma brecha no meio e, de novo, Van Bommel fica em frente a Moretto, mas este defende bem com os pés. Eto'o também teve a sua oportunidade de ouro, ficando isolado, mas de novo Moretto a brilhar. Os últimos minutos do primeiro tempo foram mais calmos para o campeão português, chegando mesmo a assustar com remates de Petit, Beto e Manuel Fernandes.
A segunda parte trouxe uma substituição fundamental para o Benfica. Sai Robert, apagadíssimo, e entra Miccoli, que veio mexer, e de que maneira, com o jogo... Sempre irrequieto, o italiano deu muito trabalho à defesa catalã, principalmente a Oleguer. Logo nos primeiros minutos é-lhe mal assinalado um fora-de-jogo que poderia ser perigoso. Mas o Benfica cresceu e teve 15 minutos a controlar a partida, aos quais seguiram-se 10 de mais sufoco defensivo, com duas bolas ao poste (Larsson e Motta). Mas depois agiganta-se de novo e o sufoco passou para o Barcelona. Ataques rapidíssimos, sempre com Miccoli na jogada, criavam grandes dificuldades para a defesa adversária e para Valdés. Numa jogada em que Geovani fica isolado, este acerta, infelizmente, no braço de Oleguer. Não digo que é penaltie porque é um remate forte e sem tempo de reacção, mas pouco depois Simão cruza da direita e Motta corta o lance com a mão dentro de área, com o árbitro a 5 metros do lance. Penaltie claríssimo que fica por marcar. Se o Benfica estava a controlar o jogo nesta altura, uma outra substituição veio intensificar a pressão encarnada, sai Geovani e entra Karagounis, veio melhorar a posse de bola e a qualidade de passe. Simão tem outra oportunidade de ouro ao isolar-se com passe de Petit, mas Valdés estava no caminho da baliza e defende. O jogo termina com o 0-0 inicial e tudo está em aberto para a segunda mão que será disputada na próxima Quarta-Feira em Camp Nou, Barcelona. Será muito difícil o Benfica passar, mas não desistimos...

Os destaques vão para: Manuel Fernandes, um senhor (apesar da idade) no meio-campo; Leo, como sempre um dos melhores em campo, impressionante a forma deste jogador, é destacado (não só por nós) em todos os jogos; Ricardo Rocha, este central adptado neste jogo a lateral direito parou completamente o melhor jogador do mundo (Ronaldinho) e duas das vezes foram cortes fantásticos, de grande classe; Miccoli, revolucionou completamente o jogo do Benfica, se Robert é muito lento, o italiano é rapidíssimo e deu muito trabalho aos adversários. Moretto esteve no melhor e no pior, se por um lado teve dois erros gravíssimos quando lhe era pedido o uso dos pés, por outro lado defendeu 4 golos certos, entre outras defesas. No geral penso que estivemos bem e temos equipa para eliminar este colosso europeu que é o Barcelona.

Força Benfica!!! O sonho continua...

Sem comentários: