quarta-feira, 1 de novembro de 2006

Missão Impossível - Parte 1 - Aprovado!

"Força Papoilas Saltitantes! Começa agora a missão (quase) impossível...
FORÇA BENFICA!"

Foi esta a mensagem de apoio que deixamos ao Benfica poucos minutos antes do apito inicial para aquela que denominamos de "missão impossível parte 1"... E pela primeira vez esta época o Benfica mostrou argumentos de que pode passar a fase de grupos da Liga dos Campeões... Deixamos de lado o futebol defensivo, a jogar para empates e o jogo atabalhoado e sem sentido de baliza, para puxar um pouco dos galões e mostrar credenciais...
A história do jogo começou a desenhar-se cedo, com um auto-golo de Caldwell aos 10min e com o golo de Nuno Gomes aos 22min após assistência de... Quim!
Até ao intervalo o Benfica foi tendo o jogo controlado, apesar de ter passado uma fase menos boa perto do descanso... No entanto, nada que uma boa conversa de balneário não resolvesse. Aquilo que se via de fora parece que foi incutido ao grupo e o Benfica começou a pressionar mais alto, porque os homens do Celtic não eram capazes de jogar pressionados...
O Benfica foi criando algumas oportunidades, mas foi quando entrou Karyaka que a equipa começou a contra-atacar com mais certezas e acabou por ser numa jogada de contra-ataque que Nélson ofereceu ao russo a hipótese de marcar o 3º golo do jogo, que igualava o resultado sofrido na Escócia...
Nesta altura, eu pedia mais um golo, para ficarmos com vantagem em relação aos escoseses, mas Fernando Santos parecia estar satisfeito e pôs Beto... Discutível... Mas mesmo assim o Benfica criou dois lances em que podia ter marcado o 4º golo... Mas não conseguiu!

Destaque a nível colectivo para os primeiros golos do Benfica na LC desta época e para termos feito 7 remates à baliza... Pode não parecer nada de especial, mas passa a ser quando sabemos que até agora tinhamos feito 8 (sim, SÓ 8) remates à baliza na junção dos outros três jogos...

A nível individual, destaque para Nélson, eleito melhor em campo pela UEFA; Nuno Gomes, voltou a marcar e a mostrar que passa um bom momento; Katsouranis, agora que está mais confiante é um verdadeiro senhor no meio-campo; Leo, sempre regular, sempre a conseguir criar desiquilíbrios; Karyaka, novamente a marcar quando entra e desta vez a festejar... e muito!

Daqui a 15 dias, novamente na Luz temos a "missão impossível-parte 2", frente ao Copenhaga, que hoje venceu o Man Utd e reabriu as contas do grupo, onde ainda ninguém está apurado e ainda ninguém está afastado... Ficaremos à espera de outra boa exibição e outro resultado positivo... Até lá... Venha o Beira-Mar, já no Domingo...

Sem comentários: