segunda-feira, 11 de dezembro de 2006

Assim não dá!

Ontem o Benfica foi à Figueira da Foz para defrontar a Naval 1º de Maio. O jogo foi disputado num clima frio e com o relvado em péssimas condições. Como seria de esperar, quem controlou o jogo e jogou em ataque organizado foi o clube da Luz, enquanto que a equipa da casa jogou com um autocarro em contra-ataque. Com uma estratégia super-defensiva e com um Taborda inspiradíssimo, a Naval ia anulando os ataques do Benfica. Porém, aos 30' a única forma que encontraram de parar um cruzamento foi com a mão (dentro da área), o que em qualquer país seria penalti. Talvez por ter sido a favor do Benfica e o juíz ser o Paraty que não foi assinalado. Aliás, o árbitro estava numa de deixar andar, até em demasía, como neste caso. O intervalo poderia trazer algo de positivo ao Benfica, mas não, voltou na mesma, apesar de ter o controlo do jogo, estava muito parado o jogo encarnado, excepto Simão e Katsouranis, estes sim, faziam tudo, repito, TUDO!! Katsouranis recuperava bolas, começava o ataque e estava na área para finalizar. Simão, sempre a correr, estava também em todo o lado, a construir jogo, a fazer cruzamentos e também, por vezes, a rematar. Se por um lado o Benfica pouco fez para ganhar o jogo, por outro, o pouco que fez até poderia dar a vitória, isto em casos normais. Não em casos em que o guarda-redes adversário esteja a fazer o jogo da vida dele, ou em que o árbitro não veja mão na bola, quando toda a gente vê.

E pronto. Foi um jogo fraquinho, de onde se tiram duas boas exibições e demonstrações de amor à camisola: uma já antiga (Simão) e outra que chegou agora ao clube e já sente a chama imensa (Katsouranis). Foram dois pontos perdidos que nos deixam em situação complicada para ganhar o campeonato. Na minha opinião, o melhor plantel dos últimos tempos, está a ser desaproveitado pelo pior treinador dos últimos tempos...


Sempre Benfica!!!

Sem comentários: