segunda-feira, 27 de outubro de 2008

5 anos depois... O mesmo resultado

O Benfica fez hoje a festa do 5º aniversário do Estádio da Luz na recepção à Naval 1º de Maio, em jogo a contar para a 6ª jornada da Liga Sagres. Com bilhetes a preços especiais para este dia festivo, os adeptos acorreram em bom número e mais de 45mil marcaram presença na "catedral" para um jogo em que se juntava a festa do aniversário e a oportunidade de ultrapassar na classificação um dos grandes rivais (o Porto) que ontem perdeu contra um surpreendente Leixões. E a verdade é que, tal como há 5 anos atrás, aquando da inauguração, o Benfica venceu por 2-1.

A equipa escolhida por Quique Flores para alinhar de início contra a Naval apresentou quatro alterações em relação ao jogo europeu de 5ª feira. Binya voltou a sentar-se no banco para dar o lugar ao habitual Yebda; Di Maria ficou de fora e entregou a ala direita a Ruben Amorim; Carlos Martins regressou à titularidade, com Katso a ser o escolhido para ficar no banco; Suazo ganhou a titularidade a Cardozo, depois de ter mostrado bom entendimento no jogo ofensivo com Nuno Gomes no jogo de Berlim.

O jogo começou rápido, com a Naval de Ulisses Morais a tentar repetir a graça do Leixões no dia anterior. Mas o Benfica cedo mostrou que não iria permitir veleidades e logo aos 5' Reyes (muito activo na 1ª parte) atirou colocado para uma grande defesa de Peiser. Estava dado o aviso de que o Benfica estava em festa, mas não ia dar presentes a ninguém.
Nos primeiros minutos a Naval ia conseguindo responder em ataques rápidos e por duas vezes poderia ter inaugurado o marcador. Primeiro foi Marcelinho que, isolado, atirou ao lado. Depois foi Alex que rematou de longe, mas com muito efeito e que proporcionou uma defesa complicada a Quim.
Entretanto o Benfica ia trabalhando para tentar chegar perto da baliza da equipa da Figueira da Foz, mas mostrava algumas dificuldades para furar a bem montada defesa navalista. Suazo e Reyes eram os rematadores da noite, com 2 remates para o hondurenho e 5 para o espanhol, mas sem que nenhum tenha conseguido levar o selo do golo.
Aos 26' Ruben Amorim entrou na área e, junto á linha de fundo, tenta o desvio de direcção, acabando por ser travado em falta. Penalty claro para todos, menos para o árbitro Rui Costa...
O lance de maior destaque até ao intervalo acabou por ser uma grande abertura de Reyes a rasgar a defesa da Naval e a colocar a bola em Jorge Ribeiro que cruzou para a área, onde Nuno Gomes chegou atrasado para fazer o desvio. Burburinho na Luz, sentia-se que o Benfica estava a trocar bem a bola, mas o golo não aparecia. Foi assim até ao intervalo, com as equipas a irem para o descanso com um nulo no marcador.

A 2ª parte trouxe mais Benfica e menos Naval. Os figueirenses sentiam que ganhar um ponto na Luz podia ser precioso e começaram a fechar-se mais na defesa. O Benfica ia circulando a bola e apertando o cerco à equipa adversária, mas o cansaço começava a ser notório em algumas peças fundamentais da equipa, como Reyes, Yebda ou Suazo. Aos 50' Maxi Pereira serviu bem Nuno Gomes, mas o capitão acabou por rematar por cima quando parecia que bastava encostar. Mas este foi o único lance de perigo no início da 2ª metade.
Quique percebeu que tinha que mexer com a equipa, se quisesse mexer com o marcador e lançou Di Maria para o lugar de Ruben Amorim. O objectivo de abrir as alas para criar uma maior dinâmica de ataque foi conseguido e o efeito "Angelito" viu-se segundos depois do argentino entrar em campo, com um golo de Suazo, que acabou por ser anulado por fora de jogo.
Não satisfeito com o rendimento dos seus pupilos, Quique tirou os fatigados Yebda e Suazo e colocou Katsouranis e Cardozo, jogadores que acabaram por ser muito importantes para o desenrolar da partida, um pela qualidade de passe e de pausar o jogo que deu ao meio campo, o outro pela capacidade de "resolver" o jogo.
Aos 70' finalmente a festa de golo a chegar à Catedral da Luz. Reyes bateu um livre para a área, onde apareceu Luisão, de rompante, a fuzilar Peiser, que nada podia fazer para travar o grande cabeceamento do central brasileiro, que regressou aos golos numa semana em que já tinha estado muito bem no jogo da UEFA, praticamente intransponível.
Parecia que estava feito o mais difícil... mas afinal era puro engano. O Benfica, mais uma vez, não soube aguentar a vantagem, não soube fazer contenção de bola e ataque apoiado e acabou por dar a iniciativa de jogo à Naval durante alguns minutos, os suficientes para que Marcelinho aparecesse na pequena área de Quim a encostar para o golo do empate.
Estavam então jogados 81' e a tarefa do Benfica parecia agora missão quase impossível, ainda para mais porque a Naval se voltou a encolher junto à sua área, sentindo que "o ponto" estava mais perto do que nunca.
Mas foi então que apareceu Óscar "Tacuara" Cardozo, a iniciar e a finalizar o golo decisivo! O paraguaio veio quase ao meio campo receber uma bola e colocá-la inteligentemente junto à linha do lado esquerdo, onde estava Jorge Ribeiro. Cardozo arrancou então numa cavalgada para a área, ao mesmo tempo que Jorge Ribeiro tirava as medidas ao centro largo que levou a bola a encontrar novamente Tacuara que, de cabeça, marcou o seu 4º golo na presente edição do campeonato português e colocou assim o jogo no 2-1, aos 87'.

O jogo acabou pouco depois e a equipa do Benfica conseguia mesmo dar uma prenda de aniversário ao Estádio da Luz. Uma vitória sofrida, mas inteiramente merecida, pela equipa que sempre procurou ganhar o jogo. Com esta vitória o Benfica é agora a ÚNICA equipa da 1ª Liga que ainda não perdeu qualquer jogo e subiu ao 3º lugar, com 12 pontos, e apenas com Leixões e Nacional (grandes surpresas!) à sua frente.

Na próxima semana o Benfica volta a rumar a Norte (4º jogo no Norte em 7 jornadas), para defrontar o Guimarães, num dos estádios mais difíceis de jogar da Liga Sagres. Esperemos que o "mar vermelho" de adeptos rume ao Afonso Henriques para apoiar o nosso glorioso naquele que pode ser o assalto à liderança.

FORÇA BENFICA!!

sábado, 25 de outubro de 2008

5 Anos de Luz

Dia 25 de Outubro de 2003, Nuno Gomes marcou o primeiro golo no novo Estádio da Luz, que teve no Euro 2004 um dos principais motivos para a sua construção. O encontro, de carácter particular, diante do Nacional de Montevideo (Uruguai), acabou numa vitória encarnada (2-1), no bis do actual capitão de equipa (7’ e 47’) – Mello (11’), marcou para os uruguaios – e numa grande festa em que se assinalaram os feitos do clube sob um céu vermelho das luzes do espectáculo de pirotecnia.

Estávamos perto das eleições que conduziram Luís Filipe Vieira à presidência e os adeptos encarnados celebraram a criação do novo espaço que se tornou palco de vitórias e derrotas históricas, de sonhos concretizados e desfeitos e onde passaram jogadores de grande qualidade.

Hoje, assinala-se o quinto aniversário da inauguração do Estádio da Luz, uma efeméride que os dirigentes querem festejar a preceito diante da Naval (amanhã): homenagens a Nuno Gomes e Luís Piçarra (cinco artistas cantarão o popular hino encarnado), sorteio de 20 mil euros em barras de ouro e prémio para o “adepto 5 milhões”. Espera-se, portanto, casa cheia, até porque que a SAD decidiu fixar o preço dos bilhetes num número simbólico: 5 euros.


SEMPRE BENFICA!!!

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

IV eliminatóia da Taça de Portugal

O Benfica, depois do Penafiel, vai receber o Desportivo das Aves no Estádio da Luz. O sorteio da Taça de Portugal foi favorável ao Glorioso, pois tem um jogo fácil em casa, mas a atitude da equipa não poderá ser a mesma da eliminatória anterior, senão é possível que se repita o susto, mas com menos sorte no final...

Nesta fase, ainda "inicial" da Taça de Portugal, já vai haver um jogo grande. Foi sorteado um Sporting-Porto!!! Por isso, um dos "grandes" já vai ficar pelo caminho...

Aqui estão os jogos que se realizarão dia 9 de Novembro:
Sporting - Porto
Académica - Estrela Amadora
Naval - Belenenses
Nacional – Sp. Braga
BENFICA - Desp. Aves
Boavista – V. Guimarães
Leixões - Santana
Gondomar - Trofense
Arouca - Paços Ferreira
Portimonense - Varzim
Olivais e Moscavide - Beira-Mar
Valdevez - Gil Vicente
Vizela - Esmoriz
Cinfães - Fátima
Peniche/Fafe/Sourense/Torre de Moncorvo - V. Setúbal
Santa Clara/Lusitano/Fiães/Freamunde - União Madeira



Força Benfica!!!

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Resultado 1-0 Exibição

Ontem à noite o Benfica recebeu o modesto Penafiel no Estádio da Luz, jogo a contar para a III Eliminatória da Taça de Portugal.

O Penafiel tem uma bela equipa, jogadores guerreiros, alguns com boa técnica e velocidade... Não eram nenhuns jogadores de grande categoria, mas tinham a lição bem estudada e além da garra com que jogaram ontem, estavam sempre atentos e muito bem posicionados. Na frente tinham um Michel, e mais tarde o Quim, que desiquilibravam bastante...

Mas nada disto é desculpa para a má exibição do Glorioso! Mesmo jogando com a "segunda equipa", tinham mais que obrigação de vencer o jogo confortavelmente, ou pelo menos ter jogado bem melhor...

O Benfica entrou no relvado com Moreira na baliza. Léo, Miguel Vítor, Luisão e Sidnei compunham o quarteto defensivo. No meio campo actuavam Bynia, Ruben Amorim, Balboa, Urreta e Di Maria no apoio ao avançado Makukula. Quique Flores queria então ver estes jogadores menos utilizados (excluindo Luisão, Sidnei e Ruben Amorim) para escolher melhor as opções em futuros jogos... Há que dizer que foram poucos os que aproveitaram a oportunidade. Comecemos pela frente... Makukula tentou aproveitar este jogo para se mostrar, mas é mesmo a falta de qualidade o problema dele. Balboa e Urreta mostraram ser opções válidas para algum azar dos habituais titulares, mas ainda têm de evoluir... Di Maria está entre o suplente e titular, mas para mim seria titular. Bynia já faz menos faltas estúpidas e a qualidade está lá (sempre esteve), com mais um pouco de trabalho poderá vir a ser muito útil. Ruben Amorim esteve bastante bem no meio campo, mas está "tapado" por Yebda e Katsouranis. No centro da defesa estiveram os titulares em campo e não desiludiram, principalmente Sidnei, que é um senhor em campo! Léo mostrou nervosismo (nem parece dele!) por ter de provar uma titularidade que até há bem pouco tempo era inquestionável. Não foi o Léo que nos tem habituado a ver, mas esteve bem, e fez um corte muito importante. Miguel Vítor teve um erro, que poderia ser grave, durante o tempo que esteve em campo, mas fez um jogo seguro até sair lesionado... Moreira é, e sempre foi, um excelente guarda-redes e provou que a titularidade poderá ser dele num futuro próximo, mas Quim é o melhor guardião português e em Portugal!

Resumindo a partida, foi um jogo vivo, mas sem lances de espectacularidade e também não houveram muitas oportunidades de golo. O Penafiel ainda causou alguns calafrios na defesa da Luz, e o Benfica não venceu no tempo regulamentar nem no prolongamento graças ao guarda-redes José Eduardo, aos defesas do Penafiel e à má pontaria de Makukula. Foi um jogo fraco até entrarem os jogadores do banco. Na equipa do Norte foi Alexandre a dar esperança ao seu clube, já na equipa de Lisboa foi Reyes e Suazo a trazer qualidade e, principalmente, velocidade ao ataque.
Após o empate a zero, o Benfica passou à IV Eliminatória da prova nos penaltis. 5-3 foi o resultado, com Moreira a fazer uma grande defesa que decidiu a partida!

Espero que o treinador espanhol tenha tirado as melhores conclusões deste jogo e dos jogadores utilizados, para no futuro o Benfica jogar melhor e com os jogadores certos na posição certa...


Força Benfica!!!

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

E o burro sou eu?

Mau de mais para ser verdade! Uma VERGONHA foi o que aconteceu ontem em Braga... Portugal fez um jogo terrível contra uma modesta Albânia que jogou com 10 elementos desde os 40' da primeira parte (!!!).

Como eu próprio tinha escrito, neste blogue, no dia 11 de Julho de 2008, aquando de Carlos Queiroz ter sido o escolhido para o cargo de Seleccionador Nacional, este senhor não foi a melhor escolha para a Selecção das Quinas! E está a provar isso jogo a jogo...

Scolari tinha muitos críticos, mas o que fica são os resultados e a atitude dos jogadores... Com o brasileiro a Selecção ganhava (mesmo que jogasse mal) e nestes jogos com os ditos "pequenos" não vacilava. Os jogadores portugueses jogavam com amor à camisola. Queiroz está a fazer descer Portugal de um patamar onde Scolari a colocou...
É certo que colocou Quim no lugar de Ricardo e apostou em alguns jogadores poucos chamados que estão em forma nos seus clubes, mas não está a dar resultado e agora começam as saudades do teimoso "Felipão"!!!


Neste jogo em concreto, Queiroz fez muita asneira... Hugo Almeida nunca convenceu ninguém na Selecção e é titular? Nuno Gomes só entra a 10' do final do jogo quando é o melhor avançado português (de longe!) e o que em melhor forma está? Tira o Danny, que estava a ser dos melhores, para entrar a bailarina cigana? Deixa os laterais em campo tanto tempo a jogar contra 10? Ainda por cima um deles era Paulo Ferreira a jogar na esquerda... Enfim! Houve uma boa aposta ontem, o regresso de Manuel Fernandes!

Depois existem coisas que não se admitem! Sejam homens! Então o Sr. Presidente da Federação, Gilberto Madaíl, sai da tribuna sem o jogo terminar??? Os jogadores e seleccionador saem do campo sem ir ao flash interview??? Cristiano Ronaldo protesta com o público depois de este reagir, e bem, à podre exibição dos jogadores??? Algo aqui está muito mal...

Li hoje a opinião de João Vieira Pinto sobre o jogo e concordo em muitos aspectos:

"Sempre disse que nada se consegue individualmente. Sempre disse que, se Portugal se achasse dependente de um jogador ou de atitudes individuais, não chegaria a lado nenhum nesta fase de qualificação, ou pelo menos teria muitas dificuldades."

"É o tempo de todos assumirem as culpas. Nos próximos dias, vai falar-se muito da Selecção, mas ninguém se pode esconder: quando se ganha, ganham todos, mas quando se perde também. É bom que assumam as responsabilidades. Nestas alturas é que se vêem os homens."

"Perante um adversário como a Albânia, não podemos lamentar as ausências."

"Fiquei com a sensação de que há jogadores a competirem uns com os outros. Não é um fenómeno comum, mas, por outro lado, também não é comum haver tantas individualidades numa equipa. O que me pareceu ver foi concorrência por quem faz o último passe, o último golo ou o maior número de fintas. Não é assim que as coisas funcionam."

É caso para ouvir alguém dizer: "E o burro sou eu?"

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Yebda, o melhor de Setembro!

O médio francês Yebda recebe, esta quinta-feira (amanhã), o galardão relativo ao prémio de Melhor Jogador da Liga Sagres do mês de Setembro, atribuído pelo Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol (SJFP).

O jogador, que superou na corrida o brasileiro Sidnei (também do Glorioso), cabendo a Davide (Naval) fechar o pódio, será distinguido pelas 12h30, num stand da marca de automóveis que patrocina o prémio do SJFP, no Parque das Nações.

Aliás, nos dez melhores jogadores do mês em causa, o nosso Benfica tem cinco:

1º Yebda (Benfica)
2º Sidnei (Benfica)
3º Davide (Naval)
4º Nélson (E. Amadora)
5º Nuno Gomes (Benfica)
6º Wesley (Leixões)
7º Carlos Martins (Benfica)
8º Hélder Postiga (Sporting)
9º Miguel Vítor (Benfica)
10º Beto Pimparel (Leixões)

Yebda, assim como Sidnei, provam assim que foram excelentes contratações! Vieram como meros desconhecidos e já ganharam um lugar na equipa com exibições de alto nível...


Força Benfica!!!

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Taça Uefa

Foi ontem, na Suíça, realizado o sorteio da Fase de Grupos da Taça Uefa 2008/2009. Não se pode dizer que as equipas portuguesas tenham tido sorte (tendo em conta os outros grupos), antes pelo contrário. No entanto, o nosso Benfica ficou num grupo mais acessível que a outra equipa portuguesa em prova, o Braga.

O calendário dos jogos permitiu-nos evitar o "inferno" turco, mas teremos de nos deslocar ao difícil campo do Olympiakos, na Grécia.

23 Outubro: Hertha Berlim (f)
6 Novembro: Galatasaray (c)
27 Novembro: Olympiakos (f)
3 Dezembro: folga
18 Dezembro: Metalist (c)



Força Benfica!!!

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Fomos "meter água" ao "Mar"!

Hoje jogou-se o Leixões-Benfica, jogo referente à 5ª jornada da Liga Sagres. O Benfica vinha de três vitórias seguidas e importantes, frente ao Paços de Ferreira, Sporting e Nápoles. Esperava-se, portanto, que o clube da Luz mantivesse as boas exibições e saísse do Estádio do Mar com mais uma vitória...

Com alguns jogadores indisponíveis, como Aimar, Suazo e Maxi Pereira, o Benfica apresentou um "onze" inédito... Comecemos pela colocação de Miguel Victor a lateral direito, acompanhado na defesa por Luisão, Sidnei e Jorge Ribeiro. Ruben Amorim, desta vez ficou de fora, dando lugar a Carlos Martins na direita, já que o miolo parece estar definitivamente entregue à dupla Yebda/Katsouranis, e ainda bem! Reyes, na esquerda, completava o meio campo que apoiava os dois avançados, Nuno Gomes e Cardozo.

O jogo praticamente começou com um contratempo para o Benfica. Aos 8' Reyes (um dos jogadores em melhor forma neste momento) lesionou-se e teve de sair. Entrou Di Maria para o seu lugar... O Benfica começou mal a partida, deixando o Leixões ter muita posse de bola, mas perto do 10' já tinha pegado no jogo e estava mais atacante, sem, no entanto, criar muito perigo. Até que aos 32' Katsouranis desobre Cardozo a desmarcar-se na direita e Tacuara não falha! Remate forte e colocado (de pé direito) com a bola a parar apenas no fundo das redes de Beto. Fez-se, de alguma forma, justiça, pois segundos antes tinha havido um penalti não marcado na área do Leixões, mão na bola de Marques.

Cardozo, novamente ele, obrigou Beto a grande defesa logo na primeira jogada da etapa complementar. Quase sem ângulo, o paraguaio acreditou no seu poder de tiro e quase foi feliz... O Benfica entrou bem e estava bem, mas adoptou uma táctica suicida que mais tarde iria ser "fatal".
O técnico experiente, José Mota, deu frescura atacante à sua equipa, colocando em campo Zé Manel e Diogo Valente. Quique, em vez de responder na mesma moeda, colocou-se ainda mais à defesa, tirando um avançado (Nuno Gomes) e um médio ofensivo (Carlos Martins) para lançar dois médios defensivos (Ruben Amorim e Binya). Se o Leixões já estava a fazer um pressing alto à procura do empate, com estas mudanças, esse pressing ainda mais acentuado foi... Adivinhava-se o empate, e perto do final do encontro (88'), quando já se apostava na vitória encarnada (hoje de branco), Wesley cabeceia a bola para dentro da baliza de Quim. Estava feito o resultado final! Apesar do resultado ser justo, só perdemos por culpa própria, e penso que Quique Flores ganhava este jogo com outra mentalidade em campo...

Destaques de hoje: Quim, a evitar vários golos dos leixonenses; Yebda, um senhor no meio-campo; Katsouranis, mais uma boa exibição; Cardozo, pelo golo e pelo que trabalhou; Luisão, fez um boa dupla com Sidnei, mas o mais velho foi o pilar...

Ainda não perdemos nenhum jogo esta época, para a Liga, mas já vamos com três empates em cinco jogos... Nada de grave, mas precisamos vencer mais! Estamos a dois pontos do líder Porto e por isso está tudo em aberto...
Agora vai haver mais uma paragem no campeonato para jogos das selecções. Espero que sirva para Quique preparar bem o regresso às vitórias!!!



Sempre Benfica!!!

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Isto sim, é o Benfica!

BENFICA - 2 Nápoles - 0

Entusiasmante é talvez o adjectivo que melhor caracteriza o futebol actual do Benfica, quem viu o Benfica jogar há uns meses atrás nunca apostaria que a equipa tivesse tanta margem de evolução num espaço tão curto.

A verdade é que já conseguimos deslumbrar um entrosamento da equipa fora do normal para quem joga há tão pouco tempo, talvez pela qualidade dos jogadores se torne tão fácil arranjar soluções para praticar um futebol que não se via há muito tempo na luz.

Apesar de alguns descuidos na defesa (sim, até porque hoje ainda sofremos bastante com isso) a equipa mostra saber jogar e nota-se que Quique conseguiu trasmitir confiança aos jogadores e gerir uma equipa que se apresenta agora com garra, vontade e qualidade.

Agora só temos que melhorar, acredito sinceramente que este ano tenhamos, finalmente, encontrado o equilibrio necessario para levar esta equipa a grandes feitos, tenham em atenção este Benfica... promete!

Resultado :
1-0
Reyes 58'
2-0 Nuno Gomes 83'

E já estamos na fase de grupos da UEFA, com sorteio marcado para o próximo dia 7, onde vamos estar no pote 1, evitando, desde logo, equipas como Milan, Valência, Sevilha...