terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Curtas...

Comecemos pelo futebol... Finda a primeira volta da Liga Sagres, o Porto encontra-se na frente após ter vencido o Braga, fora, por 2-0, com uma arbitragem escandalosa. Os "dragões" que duas semanas antes tanto criticaram a arbitragem da Luz, agora dizem que não avaliam árbitros para falar sobre isso... Enfim!
O Benfica foi a casa do Belenenses empatar a zero golos. Foi um jogo com poucas oportunidades, muito por culpa do péssimo estado do "relvado" que mais parecia um lamaçal. Aimar fez mais um jogo seguido e parece que a lesão faz mesmo parte do passado, além disso a sua exibição foi bastante agradável. Miguel Vitor foi expulso por acumulação de amarelos, assim, em princípio, Sidnei voltará a alinhar na equipa titular (ainda não percebi porque saiu do "onze" inicial).
O Sporting também empatou, na Madeira frente ao Nacional, e por isso o Porto está em primeiro lugar com um ponto de vantagem sobre Benfica e Sporting.

No basquetebol o Benfica teve a primeira derrota da época na meia-final da Taça de Portugal frente à Ovarense. A partida estava empatada a 77 pontos no final do tempo regulamentar mas a equipa de Ovar venceu a de Lisboa por 90-88 após prolongamento. E acabou por vencer a competição! Após dois prolongamentos, frente ao Vagos, um 92-87 no marcador dava o título à Ovarense.

Por fim, o Benfica confirmou hoje que amanhã será oficializada a Fundação Benfica, numa cerimónia que irá contar com a presença do presidente Luís Filipe Vieira e que irá decorrer no camarote presidencial do Estádio da Luz.
A Fundação do Benfica tem como principal objectivo ajudar «famílias carenciadas, imigrantes, deficientes» e também irá apoiar na prevenção de doenças crónicas.

Excelente iniciativa!!!




Viva o Benfica!!!

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Basquetebol não sabe mesmo o que é Perder

Mas que época está a fazer o Benfica em basquetebol... Que época magnífica! Depois de termos reforçado a equipa condignamente para podermos lutar por títulos em todas as frentes os resultados começaram, naturalmente, a aparecer... mas não acredito que alguém pensasse que o domínio do Benfica até ao momento fosse tão notório e vincado, com o "Glorioso" a permanecer confortavelmente instalado na frente do campeonato, na viragem da 1ª volta, com 17 vitórias noutros tantos jogos.

Esta semana, porém, é a vez de outra competição nacional, a Taça de Portugal, mas também aqui o Benfica pretende conquistar o 1º título do ano no Basquetebol Nacional, de forma a confirmar o domínio que temos tido no campeonato. À chegada a esta Final8, no Barreiro, o sorteio não foi muito amigo do Benfica, pois colocou-nos no caminho o sempre difícil FC Porto, que tem vindo a melhorar os seus resultados com o decorrer da época. Mas equipa que quer ganhar não se pode atemorizar com nada e foi com espírito vencedor que o Benfica entrou em campo para este jogo dos quartos-de-final, esta noite.

A juntar ao enquadramento deste jogo e ao histórico que já há de duelos aguerridos entre estas duas formações no basquetebol (e não só), o público ainda foi mais um factor galvanizador, com muita gente presente, a encher o pavilhão do Barreiro e a criar uma atmosfera perfeita para que se assistisse a um grande jogo de Basquetebol, com muita emoção, como veio a suceder.

Assim, após um 21-21 registado numa fase inicial, o Benfica embalou para um parcial de 24-19 no segundo período e manteve tal vantagem até ao derradeiro período, altura em que o FC Porto recuperou, em grande parte por mérito de Nuno Marçal (28 pontos) e em que chegou a estar em vantagem.

A dez segundos do final o Benfica perdia por dois pontos de diferença e a derradeira jogada ficou marcada por uma falta clara de um defensor portista sobre Seth Doliboa. Nos dois lances livres, o americano não falhou e deu o empate ao Benfica, obrigando a prolongamento, após 91-91. Foi então que, dando seguimento ao espírito guerreiro registado nos segundos finais do tempo regulamentar, o Benfica partiu para um fantástico prolongamento, onde superou os nortenhos em todos os aspectos.

Fantástica a exibição do colectivo, embora Ben Reed (34 pontos, sete ressaltos, quatro assistências e uma eficácia de 100 por cento da linha de lance livre), pela garra, eficácia e personalidade, tenha sido um elemento a destacar, juntamente com o polivalente Seth Doliboa (15 pontos) e o eficaz Sérgio Ramos (22 pontos).

O Benfica vai agora defrontar a Ovarense, que bateu o Illiabum por 79-71 no outro jogo dos quartos-de-final relativos à Final 8 da 55.ª edição da Taça de Portugal. A partida realiza-se no sábado, às 14 horas.

FORÇA BENFICA!! Estamos a um passo da Final da Taça!

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Fazer o Pleno de olho nas Meias

Sábado o Estádio da Luz voltou a ver um jogo de futebol à tarde, com essa pequena alteração a reflectir-se no público que esteve presente. Na Catedral estiveram mais de 35mil espectadores, entre eles muitas famílias... Um número superior a todas as assistências anteriores dos jogos da Taça da Liga... Juntas!

Com uma moldura humana interessante e uma tarde de sol, só faltava mesmo que as equipas estivessem dispostas a entrar na "festa do futebol" e a proporcionar uma tarde de muito futebol e, se possível, golos aos adeptos. Mas Benfica e Belenenses falharam nesse capítulo. Ao Benfica, talvez sabendo que o empate servia os seus objectivos de ficar apurado, não interessava muito acelerar o jogo, jogo que o Belenenses também não conseguiu acelerar, talvez por não ser capaz de mais e por se sentir orfão de Diakité, que foi a notícia do dia, por faltar ao jogo para... se casar.

O Benfica entrou melhor e criou os primeiros lances de perigo. Primeiro foi Katso que viu Mano tirar-lhe a bola da frente quando se preparava para cabecear, depois foi Cardozo, de livre, a rematar a bola que passou bem perto da trave da baliza de Julio Cesar. Era pouco para 30' de futebol, mas do lado do Belenenses via-se ainda menos...

Foi já nos descontos que o Benfica criou nova ocasião de perigo... e desta vez com melhor pontaria. Katso começa uma jogada no meio campo ofensivo, deixa a bola com Cardozo, que abre para a ala esquerda, onde aparece Di Maria, a cruzar com conta, peso e medida para uma entrada de rompante de Katsouranis, no coração da área, a cabecear a bola para perto do 2º poste, sem que Julio Cesar pudesse impedir o belo golo do grego.

O Benfica recolhia aos balneários na frente do marcador, mesmo sem ter feito grande coisa por merecer essa vantagem, mas a verdade é que o golo não poderia ter surgido em melhor altura. Mas a vantagem que o Benfica ainda não justificava no 1º tempo, acabou por justificar no início da segunda metade do jogo, com alguns lances de perigo, primeiro por Aimar (que bem procurou o seu 1º golo com a camisola do Benfica), depois por Luisão (que rematou por cima). O Benfica apareceu mais vivo, até porque assim se exigia para animar o público que acorreu ao estádio, e Aimar acabou mesmo por introduzir a bola na baliza do Belenenses, mas em posição irregular, prontamente assinalada pelo fiscal de linha. Até final Suazo ainda ia cabecear com perigo, mas o resultado acabou mesmo por não sair desta vantagem mínima, o resultado mais correcto para o que se viu em campo.

No Benfica destaques para Katsouranis, que depois de uma fase em que se sentia que não estava bem na "Luz", parece ter voltado à forma que todos lhe reconhecíamos, um verdadeiro patrão a meio-campo; Aimar, a crescer de forma a olhos vistos, o que se comprova pela titularidade em 4 dos 5 últimos jogos (não foi num por mera opção) e pelo facto de já ter jogado 90' a um ritmo competitivo; Miguel Vitor, que de jogo para jogo vai convencendo os cépticos e fazendo rejubilar aqueles que já acreditavam no seu valor. Apesar de baixo, compensa isso com outras qualidades, como sentido posicional e poder de antecipação; Cardozo, trabalha trabalha trabalha... A sorte não o tem acompanhado, a pontaria pode andar mais desafinada do que aquilo a que fomos habituados, mas Cardozo não baixa os braços. Contra o Olhanense esteve no passe (grande passe!) para o golo de Di Maria... Contra o Belenenses volta a estar no golo, fazendo mais um passe para a ala, que permitiu a Di Maria cruzar para Katso. Precisa de ganhar mais confiança!

A arbitragem de Bruno Paixão teve algumas falhas, com destaque para três delas: 1º ao assinalar uma falta de Marcelo sobre Moretto, ainda na 1ª parte, num lance em que o avançado não fez qualquer falta, devendo ter deixado seguir o jogo; 2º ao assinalar um fora de jogo ao Benfica, muito mal assinalado, num lance em que 2 jogadores encarnados ficariam em superioridade clara apenas com o guarda-redes pela frente; 3º ao assinalar uma falta sobre Moretto num lance de pura falta... de jeito do guarda-redes brasileiro. Já alguém explicava ao Moretto que, quando não a podemos agarrar, o melhor é socar ou afastar a bola o mais possível, em vez de insistirmos fazer o que não sabemos...

O Benfica acaba por passar o grupo com 9 pontos, um pleno que lhe garante o estatuto de cabeça de série para as meias-finais (jogará na Luz), com sorteio marcado para amanhã (3ªfeira). Os possíveis adversários do Benfica são FC Porto ou Vitória de Guimarães.

Agora é altura de concentrar novamente esforços na Liga, até porque 6ª feira voltamos à carga e, novamente, contra o Belenenses, desta vez no Restelo. Espero que o Benfica faça uma exibição mais convincente para evitar sustos e para dobrar a 1ª volta do campeonato na frente.



FORÇA BENFICA!

Benfica vence a Taça da Liga!

O Benfica reforçou este domingo, no Arena de Portimão, a sua posição dominadora no andebol português ao conquistar a Taça da Liga, dois anos depois de ter ganho este troféu precisamente no mesmo local.

Com uma exibição muito consistente, sobr
etudo na segunda parte, o Campeão Nacional não deu a mínima hipótese ao rival à entrada para os últimos 10 minutos da partida, período em que conquistou uma vantagem de cinco golos.

A partir de então, a formação de José António Silva controlou, com mui
ta classe, a vantagem significativa, fazendo alarde da sua experiência e entrosamento. O Sporting, nos derradeiros minutos, exerceu uma pressão alta, mas o Benfica, na hora decisiva, controlou o jogo sem quaisquer problemas, demonstrando por que razão é o campeão nacional em título.

A equipa encarnada, que esteve quase sempre à frente do marcador, chegou ao in
tervalo a vencer por 15-13, depois de ter tido uma vantagem de quatro golos aos 24' (13-9).

Zaikin, com seis golos, foi o elemento que mais v
ezes desequilibrou na primeira parte, nas acções ofensivas e, no decorrer da etapa complementar, continuou a espalhar a sua classe com mais seis tentos (80% de eficácia nos remates de primeira linha).

A notável exibição do internacional russo (um dos melhores jogadores estrangeiros d
e sempre na história do andebol benfiquista) foi, com grande mérito, acompanhada pelo guarda-redes João Ferreirinho que fez várias defesas que pareciam impossíveis na segunda parte.

Aliás, até o melhor jogador do Sporting, Bosko Bjelanovic, bateu palmas a uma defesa de grande reflexos e elasticidade do guardião encarnado.
No final da partida, sem nenhuma surpresa, Ferreirinho e Zaikin foram eleitos o melhor guarda-redes e o melhor jogador da final da Taça da Liga.
Depois destas distinções individuais, os capitães Luís Gomes e Cláudio Pedroso (outra grande exibição) ergueram o troféu em ambiente de delírio, tendo depois a equipa, na companhia de várias crianças, agradecido o efusivo apoio dos adeptos benfiquistas que compareceram em grande número nas bancadas do Arena de Portimão.


Outro grande vencedor neste dia de sucesso desportivo foi o treinador José António Silva que está a responder com classe e personalidade à elevada exigência competitiva resultante do projecto que abraçou.


GRANDE BENFICA!!!

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Para "El Pibe" ver...

Na Quarta-feira o Benfica recebeu o Olhanense, equipa sensação e líder da Liga Vitalis, para a segunda jornada da Taça da Liga. O Benfica tinha ganho 2-0 ao Guimarães na primeira jornada, já a equipa algarvia tinha perdido pelo mesmo resultado com o Belenenses, e por isso viria à Luz tentar a vitória que ainda desse esperança na qualificação.

O Olhanense, comandado pelo ex-jogador Jorge Costa, apresentou uma equipa atacante em Lisboa e o Benfica tremeu um pouco. Ukra, Toy e Djalmir lá na frente iam tentando o golo e criaram algumas oportuniades, até que aos 12' chega mesmo à vantagem, para surpresa de todos. Dois erros defensivos originaram este golo. Primeiro, um dos pupilos do "bicho" teve todo o tempo do mundo para preparar o remate e concretizá-lo à entrada da área, depois a defesa a esse remate por parte de Moretto é incompleta e sobra para o sítio errado, onde aparece Djalmir a finalizar de forma fácil. Surpresa no resultado e o Benfica tinha de ir atrás do prejuízo. E conseguiu!
Aos 25' grande passe de Carlos Martins e finalização à ponta de lança de Nuno Gomes, que marcou em todas as competições em que participou na sua carreira, e foram 10, entre campeonatos (Portugal e Itália), taças, campeonatos europeus e mundiais. Está de parabéns o nosso capitão!
Passados três minutos o Benfica concretiza a reviravolta no marcador. Livre à entrada da área, toque de calcanhar de Carlos Martins e bomba de Jorge Ribeiro que só parou no fundo no fundo das redes de Bruno Veríssimo. E com o 2-1 se chegou ao intervalo de um jogo emotivo, de qualidade e com muitas oportunidades.

Na segunda parte o Olhanense entrou de novo com atitude positiva e atacante, tentando chegar, pelo menos, ao empate. Mas era o Benfica que ia tendo as melhores oportunidades e aos 61' Katsouranis cruza da direita para cabeceamento perfeito de Sidnei, o defesa goleador! Após o golo, a substituição esperada por Maradona, que estava no camarote presidencial a ver o jogo para observar Di Maria, o jogador que entrou de seguida para o lugar de Reyes (que grande exibição!). Se Di Maria queria surpreender e agradar o seleccionador argentino, conseguiu. Aos 87' o momento da noite, com um golo à Maradona, como o próprio o intitulou no dia seguinte. Di Maria amortece um cruzamento de Cardozo com o peito, simula que remata e passa pelo defesa algarvio, depois volta a simular remate e faz um chapéu com classe ao guardião adversário. Maradona aplaudiu lá de cima com um sorriso como quem diz "este é o meu menino".
O jogo acabou então em grande com este momento e o Benfica goleou o Olhanense por 4-1, estando numa posição privilegiada para passar às Meias-Finais.

El Pibe viu pouco tempo de Di Maria, cerca de 30 minutos, mas gostou do que viu, e o golo que o miúdo marcou foi fantástico. Maradona disse também que adorou o Estádio da Luz, como se comprovou com a sua expressão facial aquando da sua entrada no mesmo.
Amanhã o Benfica recebe o Belenenses e basta o empate para garantir o primeiro lugar do grupo.


Força Benfica!!!

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Líder de novo...

Depois do Benfica ter voltado às vitórias, mas para a Taça da Liga frente ao Guimarães, era importante fazer o mesmo a contar para a Liga Sagres.
Hoje, no Estádio da Luz, o "glorioso" recebeu o Braga e venceu por uma bola sem resposta...

O Braga entrou com tudo, e os primeiros dez minutos mostravam os minhotos no ataque, sem no entanto criarem perigo para a baliza de Moreira, ao contrário do Benfica que, sem mandar no jogo, construía as oportunidades de golo. Suazo esteve em muitas delas... Primeiro correu pela esquerda para, à entrada da área, rematar em arco e fazer Eduardo brilhar com um excelente voo. Depois é Maxi Pereira a cruzar e o hondurenho não chega por milímetros à bola, isto a um metro da baliza...
A partir dos 25' o jogo ficou partido e viam-se ataques de ambas as partes, com Moreira a fazer mesmo uma bela intervenção perto do intervalo. Ainda mais perto do descanço o Benfica chegou ao golo. Livre marcado por Aimar e cabeceamente perfeito de David Luiz. É pena a posição do brasileiro (fora-de-jogo) e por isso o golo deveria ter sido invalidado. Mas o árbitro não assinalou posição ilegal e estava feito o 1-0.

Na segunda parte o Braga entre bem de novo, mas a equipa da casa continuava a dispor das melhores ocasiões de golo. Aos 56' Di Maria entra pela área dentro, passa por dois adversários e é derrubado por Mossoró. Grande penalidade que Suazo falha. Quanto a mim, e sem tirar mérito a Eduardo, a grande penalidade é mal marcada pelo avançado encarnado.
Os arsenalistas estavam descontentes com o resultado e continuaram no ataque, com Jorge Jesus a colocar mais três "peças" ofensivas em campo (Mattheus, Meyong e Paulo César). Até ao final o Braga foi acreditando e atacando mas nunca criou nenhuma oportunidade flagrante, com Moreira e a defesa a sacudir sempre a pressão bracarense...

No final do jogo Jorge Jesus criticou fortemente a arbitragem! Não que não tenha alguma razão, mas é exagerado. E porquê? Pede dois penaltis claros a favor do Braga quando um deles não é nada (Katsouranis sobre Alan) e outro é duvidoso apenas (Luisão sobre Renteria). Diz que o penalti do Benfica não era falta, e é grande penalidade claríssima. Só tem 100% de razão no lance do golo, David Luiz está em posição ilegal realmente.
Mas acho uma piada aos treinadores que vão à Luz porque têm sempre algo a falar no fim (tenham ou não razão, hajam ou não lances duvidosos) e quando são escandalosamente roubados no Dragão nem piam... Enfim!

Com esta vitória, e o empate caseiro do Porto frente ao Trofense, o Benfica é de novo o primeiro classificado da Liga Sagres, empatado com o Sporting em pontos.



Força Benfica!!!

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Regresso às vitórias...

O Benfica foi ontem ao estádio D. Afonso Henriques para defrontar o Guimarães na primeira jornada da fase de grupos da Taça da Liga.

A equipa encarnada apresentou um "onze" alternativo ao que tem vindo a usar na Liga Sagres, e ainda bem! Principalmente a entrada de Katsouranis e Yebda para o meio campo dá logo outra segurança à equipa, são dois excelentes jogadores e têm de ser os titulares!!! Principalmente o grego, que a defender é eficiente e consegue ainda dar ânimo ao ataque com os seus passes magistrais e cabeceamentos perfeitos na área contrária. Di Maria e Balboa jogaram no extremos a apoiar a Aimar e Suazo. Com Katso e Yebda atrás, o argentino tem mais liberdade e ontem voltou a fazer uma boa exibição... Atrás, Miguel Vitor substituiu Sidnei no eixo da defesa e David Luiz foi o lateral esquerdo, e estiveram os dois bem.

O Benfica entrou pressionante e a mandar no jogo. Logo nos primeiros minutos Balboa cruza e Aimar cabeceia para uma excelente defesa de Nilson, que defende novamente a recarga de Di Maria para canto. Canto esse que deu golo! Cruzamento perfeito de Aimar para cabeceamento ao primeiro poste de Katsouranis. Estava feito o primeiro golo do Benfica aos 8'!
O tento deu tranquilidade à equipa da Luz, que jogou com mais tranquilidade e em contra-ataque. O Guimarães pegou no jogo mas não criava perigo algum para a baliza entregue a Moretto.

A segunda parte foi mais do mesmo, Guimarães com bola e Benfica a criar o perigo em ataques rápidos... Perto do final, aos 80', Suazo recupera uma bola na raça, passa a Ruben Amorim (que grande jogo que fez!) e este assiste Carlos Martins que, com um remate acrobático, faz o 0-2. Estava feito o resultado final!

O Benfica regressa assim às vitórias com uma exibição segura! Quanto aos destaques, temos: Miguel Vitor, tem aproveitado as oportunidades, mas a concorrência é forte; David Luiz, grande raça e boa exibição, merece jogar mais; Katsouranis, para mim o homem do jogo, grande classe no meio campo e ainda um golo; Ruben Amorim, desde que entrou que o Benfica jogou mais seguro, correu muito, fez boas jogadas e está no segundo golo; e Suazo, um trabalhador!

Esperemos que o Benfica também regresse às vitórias no campeonato, onde não nos podemos desleixar mais...


Força Benfica!!!

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

E queremos nós ser campeões?

Em primeiro lugar queria pedir desculpas aos nossos leitores pela nossa ausência. Com as festas de Natal e Ano Novo e alguns trabalhos dos três "comandantes" do blogue, foi-nos impossível escrever aqui no nosso cantinho. Mas estamos de volta...


Agora sobre o jogo de ontem... O Benfica foi à Trofa jogar com o lanterna vermelha da Liga Sagres e tinha a obrigação de vencer! Esta obrigação ficaria maior, pois o "glorioso" sabia (quando começou a partida) que Sporting e Porto tinham vencido os seus respectivos jogos.

O clube da Luz entrou a todo o gás e previa-se mesmo uma vitória fácil sobre o Trofense. Logo na primeira jogada do jogo, Suazo cabeceia para defesa incompleta do guardião da equipa da casa, com um defesa a completar o alívio da bola para canto. Aos 18' é Aimar a ter a melhor oportunidade do jogo quando falha o golo cara-a-cara com Paulo Lopes (com muito mérito para este). O Benfica pressionava muito, mas o golo não aparecia. Isto durante vinte e cinco minutos, pois a partir daí o Trofense apareceu mais na partida. Fez um bom jogo e tinha a lição bem estudada...
Organizada a defender, rápida a contra-atacar, a equipa da casa foi crescendo no jogo, também por culpa do Benfica, que jogava cada vez pior, depois dos tais primeiros minutos da partida.
Reguila, aos 44', faz mesmo o 1-0 para o Trofense. Há dúvidas quanto à posição do jogador no início da jogada e depois Moreira também não fica nada bem na fotografia na maneira como se faz ao remate. Estava feito o primeiro golo numa altura má para se sofrer golo, pertíssimo do intervalo...

Para o segundo tempo, Quique Flores deixou Di Maria no balneário e lançou Cardozo. Mas foi Aimar, aos 58', que apareceu a cabecear à entrada da pequena área, após cruzamento de Jorge Ribeiro, com Paulo Lopes a defender aquela que foi a melhor oportunidade do Benfica na segunda parte. E aos 63' é Bynia a ser expulso, coisa previsível dada a sua exibição. O espanhol já o devia ter substituído há muito tempo, principalmente tendo Yebda no banco, que acabou por entrar depois...
Perto do final do jogo, aos 82', Hélder Barbosa faz o 2-0 com que acabou o jogo.

Foi uma derrota vergonhosa, com todo o respeito pelo Trofense, pois jogavamos com o último classificado e tínhamos o dever de vencer para manter o primeiro lugar da Liga. Agora, o líder do campeonato é o Porto e temos o Sporting atrás de nós com os mesmos pontos. Além disso, sofremos a primeira derrota na Liga esta época, e logo com o Trofense!!!

Temos de rever os erros até agora cometidos, levantar a cabeça e trabalhar para recuperar o primeiro lugar, jogando um futebol atraente, pois temos equipa para isso e, acima de tudo, ter raça em campo!



Sempre BENFICA!!!